• Home
  • Opinião
  • 5 coisas que queremos ver no próximo Google Pixel 7a
5 coisas que queremos ver no próximo Google Pixel 7a
André Fonseca

5 coisas que queremos ver no próximo Google Pixel 7a

PUB

A gama Pixel 7 está a ser estrondosa para a Google. O design refinado dos telefones, as câmaras melhoradas ou o novo Google Tensor de segunda geração conquistaram o público.

Com isto em mente, e face ao lugar da Google no ecossistema Android, são diversas as coisas que queremos ver no tão aguardado Pixel 7a - o modelo ecnonómico da gigante de Mountain View.

Quando deverá ser apresentado?

Apesar de não termos ainda grandes notícias a dar conta da data final apontada pela Google, a apresentação poderá acontecer já no próximo dia 10 de maio, na Google I/O.

O que queremos ver

Google Tensor de 2ª geração

Sucedendo o Google Tensor de primeira geração, será exequível de pedir (e até ser lógico de esperar) que o novo processador da Google chegue no seu próximo gama-média. Os rumores apontam para que tal venha mesmo a acontecer.

Nova câmara principal

Bem, neste ponto os rumores dão conta de um sistema de câmaras igual ao Pixel 6a. Está na altura de uma atualização, não? Pelo menos o sensor principal ser o mesmo do Pixel 7, como aconteceu com o saudoso Pixel 3a que adoptou o mesmo sensor do Pixel 3. Seria uma novidade extremamente apelativa para potenciais compradores e que elevaria a fasquia do mercado nesta faixa de preços mais económica.

Obviamente que o Tensor 2 e o excelente software da Google dariam na mesma que falar, mas seria bom ver o Pixel a deste ano ter um update significativo nesta característica.

Carregamento sem fios

Nunca presente na linha a, seria deveras empolgante ver um Pixel 7a a oferecer esta tecnologia, em especial após os modelos do ano passado terem apresentado, pela primeira vez nesta gama, certificado de resistência à água.

Isto seria também uma boa jogada por parte da Google, já que conseguiria vender mais acessórios incríveis como a Pixel Stand de segunda geração.

Um ecrã com mais taxa de atualização

Bem, após pedirmos um novo processador, nova câmara principal e carregamento sem fios, achamos que chegou o momento de pedir uma taxa de atualização de, pelo menos, 90Hz. Reparem, se até a Samsung com o seu A14 de 219,90€ oferece uma taxa de atualização a 90Hz, a Google revelar um Pixel 7a novamente com 60Hz seria, totalmente, visto como algo datado. Especialmente para um equipamento que deverá ter um preço base de 450-500€.

Por último, mas não menos importante... Disponibilidade oficial em Portugal!

Quem é que não fica esperançoso a cada lançamento da linha Pixel para que a Google se lembre que Portugal existe?

Apesar de quase virar anedota, seria bom, e talvez interessante numa ótica de estudo de mercado para a Google, de trazer já o Pixel 7a a terras lusas. Sonhar não custa, mas é, sem dúvida, o nosso último pedido para a empresa. Quem sabe a nova parceria com a Vodafone não torne mesmo possível isto...

André Fonseca profile image André Fonseca
Publicado a
Opinião Google